Lifestyle, Travel

O que fazer: Edição Nova Zelândia – Ilha Norte

Tongariro Crossing, New Zealand

Tongariro Crossing – Tongariro National Park (imagem via Pinterest)

A Nova Zelândia vem ganhando cada vez mais a atenção e olhar dos brasileiros quando se pensa em viagem para o exterior. Mesmo assim, ainda é um destino pouco explorado e conhecido pela maioria, que acaba optando mais pelas clássicas viagens aos Estados Unidos e Europa. Sendo um país remoto e consideravelmente de difícil acesso por conta da distância e longos tempos de voo, mostramos um pouco o porquê vale tanto a pena investir e conhecer um pouco mais da Nova Zelândia.

Localizada próxima à Austrália, a Nova Zelândia é composta por duas ilhas principais, Ilha Norte e Ilha Sul. Nesse post trataremos apenas da região norte e alguns lugares para se conhecer lá. A língua oficial do país é o inglês, mas há uma forte cultura e incentivo à manutenção das tradições e respeito ao povo nativo, os Maoris. Por ser um país consideravelmente novo em comparação à países africanos ou europeus, e pelo alto incentivo do governo em manutenção e cuidado com a natureza, o país é cheio de parques e reservas nacionais, muitos ambientes de conservação e em sua grande maioria, não possui grandes edifícios e paisagens características de grandes metrópoles.

Mount Eden

Mount Eden – Auckland (imagem via Pinterest)

Sky Tower – Auckland (imagem via Pinterest)

A maior e principal cidade da Ilha Norte é Auckland. Com um grande centro comercial e estrutura diferente das outras cidades, Auckland, apesar de não ser a capital oficial do país, é considerada por muitos a principal cidade quando se trata de cidade grande e movimentada. Apesar de possuir mais movimentações noturnas do que a maioria, nada se compara à São Paulo ou Nova Iorque, por exemplo.

Vale a pena conhecer os vulcões, montes e pequenas ilhas da região, todos com uma estrutura preparada para trilhas e muito seguros, além de possuírem uma vista linda da cidade. Para quem busca por centros comerciais, a Queen Street, principal avenida da cidade é onde encontram-se muitas lojas e comércio. Outra grande atração é a Sky Tower localizada bem no centro. O prédio conta com restaurante, vista 360° da cidade e para os mais aventureiros, existem as atrações “Skywalk” e “Skyjump”. A primeira é uma caminhada pelo lado de fora da torre no último andar, dando a volta por ela, e a segunda é uma versão de bungy jump.

Cathedral Cove

Cathedral Cove (imagem via Pinterest)

Piha Beach black sand New Zealand

Piha Beach (arquivo pessoal @carolshig)

Próximo à cidade, vale a pena conhecer as belíssimas praias que são de tirar o fôlego. Cathedral Cove, famosa por ser cenário dos filmes da saga “As Crônicas de Nárnia”, Hot Water Beach, uma praia que possui água quente subterrânea, Muriwai Beach, local que abriga uma colônia de aves marinhas e com uma vista encantadora. Além disso, na costa Oeste, estão localizadas as famosas praias de areia preta de encontro com as ondas do mar da Tasmânia, muito visitadas por surfistas.

Devil's Bath pool in Waiotapu Thermal Reserve, Rotorua, New Zealand

Devil’s Bath pool, Waiotapu Thermal Reserve – Rotorua (imagem via Pinterest)

Huka Falls, New Zealand

Huka Falls – Taupo (imagem via Pinterest)

Mais ao sul de Auckland, na região central da ilha, encontram-se várias cidades com milhares de atrações e atividades disponíveis. Rotorua por exemplo, abriga um dos locais onde foram filmados os filmes da saga “Hobbit” do universo de “Senhor do Anéis” com direito à tour e degustação de algumas iguarias características dos filmes. Além disso, existem muitas trilhas em diferentes lugares com paisagens surreais, e opções de prática de esportes como rafting e até carrinhos de rolimã bem radicais.

Já Taupo, outra cidade no centro da Ilha, possui opções de bungy jump, passeio de jet em cachoeiras, saltos de paraquedas, opções para quem gosta de velejar e uma das trilhas mais famosas da Ilha Norte, a Tongariro Crossing.

Hobbiton, Matamata

Hobbiton, Matamata – Rotorua (imagem via Pinterest)

Waitomo Glowwarm caves

Glowwarm Cave – Waitomo (imagem via Pinterest)

Ainda na região central, existe a cidade de Waitomo que possui cavernas como essa da foto. O efeito luminoso se da por conta da presença de pequenas minhocas que brilham no escuro e causam essa interferência que parece de mentira.

Em relação aos extremos norte e sul, lugares como Bay of Island, Cape Reinga e Wellignton normalmente também estão nas rotas de quem viaja pela ilha Norte e com certeza não decepcionam no quesito paisagens encantadoras.

O ideal é realizar uma rota ao redor da ilha de carro ou motor home, tendo toda uma estrutura do país preparada para esse tipo de viagem. Hotéis, hostels e locais para acampamentos não vão faltar. Para uma viagem por toda a Ilha Norte, o tempo mínimo recomendado é de 10 a 11 dias, que podem se estender mais a depender das necessidades e vontades de cada um.

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *